VR - Advocacia & Consultoria Jurídica

VR - Advocacia & Consultoria Jurídica

Cidadelle

Cidadelle

segunda-feira, 20 de abril de 2015

INSTALAÇÃO

Itabuna ganha sua quarta Loja Maçônica e a primeira do Rito de York







No sábado (11/4), nas dependências da Loja Maçônica Areópago Itabunense, do Or.·. de Itabuna, com grande alegria, satisfação e dignidade, aconteceu a solenidade de Instalação da A.·. R.·. L.·. S.·. Construtores do Templo, nº 277, a primeira Loja Maçônica pertencente à Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia – GLEB, na região sul do estado a trabalhar no sistema americano do Rito de York.
A nova Loja, a quarta de Itabuna, trabalhará com o Rito de York, o legítimo americano, que apesar de ser praticado por 1/3 dos Maçons do mundo, ainda é pouco conhecido dos obreiros no Brasil.
A Construtores do Templo, nº 277, é a primeira Loja do Rito de York no sul da Bahia e a décima terceira da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia, que tem como Grão Mestre, Jair Tércio Cunha Costa, a seguir essa ritualística.
A instalação foi presidida por Luiz Carlos Barreira, Venerável Mestre da A.·. R.·. L.·. S.·. Loja Maçônica Joana Angélica, do Or.·. em Salvador, do Rito de York, representando o Grão-Mestre, que por conta de uma assembleia da GLEB, não pode estar presente.
 Na oportunidade o V.·. M.·. Luiz Carlos também deu posse à 1ª diretoria desta Oficina composta pelos IIr.·.  M.·. M.·. Venerável Mestre - Kleber Marcelo Braz Carvalho; 1º Vigilante Ícaro Emanoel Vieira Barros de Freitas; 2º Vigilante - Pedro Luciano Araújo Jatobá; Tesoureiro - Thiago Menezes Santos e Secretário - Hamurabe José Batista Flores.
O Rito de York chegou na Bahia por iniciativa de Mestres Maçons que, em sua maioria, foram iniciados na Ordem DeMolay durante a adolescência e agora, como homens livres e aceitos na Maçonaria resolveram resgatar a origem maçônica de seus rituais da juventude.
A sessão solene de Instalação foi prestigiada por IIr.·. das Lojas coirmãs do or.·. de Itabuna: Areópago Itabunense e Acácia Grapiúna, ambas jurisdicionadas a GLEB e a 28 de Julho, jurisdicionada ao GOB/GOEB; comitivas de IIr.·. de Salvador, Feira de Santana, Ibicaraí, Coaraci, Camacan, Buerarema, Itajuípe e Ilhéus.

Ao final do evento, a diretoria da nova Loja ofereceu um coffee break aos IIr.·..

terça-feira, 10 de março de 2015

GRANDE LOJA MAÇÔNICA DO ESTADO DA BAHIA




Dirijo-me, mui solidariamente, à Nossa Querida Família Maçônica, principalmente Glebiana, para, desta feita, fazer uma abordagem acerca de tão lúcida e salutar época que se aproxima a data em que toda humanidade terráquea comemora o “Dia da Confraternização Universal”. Data esta precedida por outra, não menos relevante, a do dia do Natalício do Mestre dos Mestres, do Maçom dos Maçons: Jesus Cristo. Datas estas, que podemos considerar, em verdade, como símbolos vivos da FRATERNIDADEe do AMOR, respectivamente.
DaFraternidade e do Amor, pois, nesta data, toda humanidade, como que por milagre, volve seu Ser, como um todo, para a prática, muito clara, do que é, deva ser ou possa ser uma IRMANDADE, onde, de forma mágica, todas as fronteiras da segregação e tudo que equivalha, entre os Seres humanos, caem por terra, tempo em que todos eles congregam, entre si, como uma só Família Universal. Afinal, por um lado, já sabemos que o Universo é uma só residência; Deus, um só Pai; a Natureza, uma só mãe; a Humanidade, uma só família; e os Seres Humanos, uma só irmandade. E, por outro lado, também já sabemos que no Universo, nada existe isolado. Tudo vive, inextrincavelmente, em sociedade, em relações. E relações implicam em AJUDA MÚTUA. A Sociedade tem por fim o Ser Humano. Portanto, devemos ajudar uns aos outros, pois nós, o mundo e a humanidade, somos uma e a mesma coisa; e nós os fazemos como, atualmente, são e estão; portanto, cada um de nós deve fazer sua parte, para que o todo viva em harmonia, para os devidos fins.
Questão de cumprimento de dever. Questão de Amor!
A cada Confraternização Universal, a cada Natalício de Jesus, nós principalmente os Maçons, temos a oportunidade ímpar de, então, nos AUTOAVALIAR, no que respeita o quanto, em nosso processo evolutivo, já alcançamos daquilo que, dentre muitas outras coisas, nos ensina a Maçonaria, como base para o nosso bem viver: SABEDORIA, FORÇA E BELEZA. Isto porque, ela, a Maçonaria, sabe que o Gênero humano deve viver adquirindo, cada vez mais, sabedoria e força, mas sem esquecer de ter beleza em suas ações, tempo em que, ensina acerca daquele momento ímpar que, de fato, nos faz crescer.
Para tanto, ela, a Maçonaria, nos ensina que a VERDADEIRA SABEDORIA não está em nossa erudição, mas em nosso sentimento, fruto de nossas experiências vividas; e que ela, a sabedoria, só advém quando, em nossas relações, estamos tão atentos, a nós mesmos, que é aí e somente aí, que nos habilitamos a perceber o quanto ainda somos ignorantes. Ela também nos ensina que a VERDADEIRA FORÇA não está em nossa brutalidade, mas sim em nossa compreensão; e que ela, a força, só advém quando, em nossas relações, estamos tão atentos, a nós mesmos, que é aí e somente aí, que nos habilitamos a perceber o quanto ainda somos fracos. E também nos ensina que a VERDADEIRA BELEZA não está em nossa aparência, mas sim em nossa essência, e que ela, a beleza, só advém quando, em nossas relações, estamos tão atentos, tão vigilantes a nós mesmos, que é aí e somente aí, que nos habilitamos a perceber o quanto ainda somos feios, no que sentimos, pensamos e fazemos, pois somos não só produto, mas também produtor do que, ao mesmo tempo, sentimos, pensamos e fazemos no nosso dia a dia de relações, bem como do meio em que vivemos.
Eis, dentre muitas outras, algumas benesses que nos trazem as datas em que comemoramos o Dia da Confraternização Universal e o Dia do Natalício de Jesus, porquanto, nestes dias, as nossas relações se intensificam, em grau tão significativo, que nos oportunizam viver em estado de eterno ressurgimento; de semear o bem; espalhar o amor e perpetuar a verdade, a partir de nós mesmos, em nossas individualidades. Claro que, para aqueles que, de fato, oram, mas que vigiam. Afinal, somos, de fato, SERES INTELIGENTES. E isso implica, por exemplo, na capacidade que temos de saber conhecer a única verdade digna do nome e libertarmo-nos, como nos ensinou o Mestre dos Mestres, o Irmão Maior Jesus Cristo. Todavia, essa descoberta não advém pelo pensamento, mas por ela, a inteligência, que devemos torná-la de capacidade em habilidade, em nos fazer saber, autoconhecer, momento a momento, em nosso viver; adequar, com facilidade, ao meio no qual vivemos inseridos, bem como saber lidar, de maneira sempre nova, com as contingencias do nosso dia a dia.
Já aprendemos que as palavras nos motivam; mas os exemplos de vida nos arrastam. Aprendemos também que os exemplos educam, mas enquanto não educam, no mínimo, motivam. Então, que nesta época, tanto as palavras, quanto os exemplos de Jesus Cristo, seja para todos nós, no mínimo, o impulso que nos arraste para o Verdadeiro Aprisco Celeste. Ambiente este onde vivemos em estado de eterno ressurgimento, de semear o bem, espalhar o amor e perpetuar a verdade. Isto porque, ninguém merece o pior, mas sim o melhor!

Família Maçônica Glebiana, Boas Festas!

Salvador, dezembro de 2014.


Por Jair Tércio Cunha Costa

Sereníssimo Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia – GLEB

Nota da redação: Publicamos nesta edição a mensagem supra,em virtude de que quando a mesma chegou a nossa redação, a edição de dezembro/2014 de O Compasso estava impressa.

HUMOR

O engano


Após a sessão de iniciação dos irmãos Alexandre e Rogerio, o ágape estava tão festivo que durou até bem tarde da noite. Por isso, Xandi, assim apelidado por sua mãe, quando chegou em casa o relógio marcava duas horas da madrugada.
Numa espécie de código, quando Xandi queria dormir até mais tarde, deixava um bilhete para a sua querida Mãe.
E foi o que fez antes de ir se deitar.
Colocou-o no criado-mudo, junto com o embrulho que deviria conter um par de luvas, que o Venerável Mestre lhe entregara, com a recomendação de que deveria oferecer àquela que mais estima.
Aconteceu, entretanto, que o irmão Arquiteto, encarregado de adquirir todos os itens para a sessão, foi às pressas para o bazar de armarinhos, e a moça encarregada do pacote confundiu-se, e entregou um embrulho contendo uma calcinha, ao invés de um par de luvas.
O pacote estava tão bonitinho que ninguém ousou abri-lo.
E assim estava escrito o bilhete do Xandi:
“Querida mãe: Passei por um cerimonial maravilhoso”. Todos os irmãos são muito legais.

Até pediram que lhe entregasse este presente. Eles sabem que você, assim como a maioria das mulheres, não tem mais o costume de usar, mas é um hábito antigo de assim presentear. Se não for do seu tamanho, não liga não. Será ainda melhor: os dedos ficarão mais à vontade”. Beijos do seu Xandi.

ELEIÇÕES

Da esquerda José de Carvalho Peixoto e Ubirajara dos Santos Nascimento


Areópago Itabunense e Acácia Grapíúna escolhem seus novos veneráveis

Apesar das eleições para Veneráveis Mestressó acontecerem no dia 20 de maio, as A.·. R.·. L.·. S.·.Areópago Itabunense e Acácia Grapiuna, ambas do Or.·. de Itabuna, no sul da Bahia, jurisdicionadas a Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia –GLEB, já escolheram os seus novos dirigentes, que são o advogado Ubirajara dos Santos Nascimento e o empresário José de Carvalho Peixoto, respectivamente.

A eleição dos dois Veneráveis, mais uma vez foi um consenso da maioria dos irmãos que as compõem, em uma clara demonstração de quanto marcham unidas a irmandade glebiana itabunense.

PALAVRA DO GRÃO MESTRE: GOBA



Mensagem


Meu Caro Irmão:


Hoje, 21 de janeiro de 2015, um novo ano maçônico se inicia na jurisdição do Grande Oriente da Bahia. Sei que algumas das nossas Lojas ainda prolongarão o recesso por mais alguns dias. Mas, temos que começar, pelo menos, a programar as ações para o novo ano que começa.
Durante o ano de 2014 muitas ações importantes foram desenvolvidas por nossas Lojas. O Grande Oriente da Bahia, por sua vez, também esteve presente nestes acontecimentos e promoveu outros tantos. Tivemos, em setembro, aquela que foi considerada a melhor Assembleia Geral da Fraternidade de todos os tempos, quando os Irmãos da ARLS União Fraternal do Corrente, de São Félix do Coribe, recebeu a todos com muita fraternidade.
Por outro lado, a Nação brasileira se encheu de esperança ao escolher mais um Presidente da República. Infelizmente, contrariando o discurso de posse, quando a Presidente Dilma Rousseff prometeu transformar o Brasil na "Pátria Educadora", os primeiros cortes determinados pela nova equipe econômica no orçamento da união acertaram, em cheio, a educação: mais de 7 bilhões de reais serão retirados da Educação. O corte determinado na pasta da educação chega a ser maior do que a soma dos cortes dos demais ministérios. Isto requer mais empenho daqueles que lutam pela melhoria na educação. Assim, com certeza, em 2015, o Grande Oriente da Bahia, junto com os demais Grandes Orientes confederados à COMAB, terão que voltar à luta para garantir as conquistas obtidas ao longo de 2012 e 2013, com a aprovação do Plano Nacional de Educação e com a garantia dos recursos do pré-sal.
Administrativamente falando, vamos começar o ano enviando, nos próximos dias, as Cédulas de Identidade Maçônica a todos os Irmãos, produzidas em PVC, com validade de 01 ano.
Também nos próximos dias faremos chegar às nossas Lojas os anteprojetos das nossas leis: vamos propor a reforma da Constituição e do Regulamento Geral, e, também, a criação do nosso Código Eleitoral, do Código de Recompensa Maçônica e do Código de Processo Penal. Ainda, vamos elaborar, e submeter à aprovação, os Regimentos Internos da AGF, do Conselho de Justiça e do Conselho Eleitoral.
Neste momento em que estamos nos preparando para a volta aos nossos Templos, para o convívio fraterno com nossos Irmãos - depois de merecido descanso - queremos desejar a todos que tenhamos um novo ano maçônico ainda mais frutífero. Para isso, em breve, estaremos a postos junto às novas Diretorias, capacitando-as e as auxiliando a elaborarem seus Planejamentos, afim de que as ações empreendidas por suas Lojas possam obter o melhor êxito possível.
A você, meu Irmão, que agora lê esta mensagem. A cada um dos nossos Grandes Secretários. A cada Delegado Regional nosso. A cada Venerável Mestre, desejamos um 2015 fantástico.
Um Tríplice e Fraternal Abraço a todos!


Por Gilberto Lima da Silva


Soberano Grão Mestre

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

ENTREVISTA

Jair Tércio Cunha Costa Sereníssimo Grão-Mestre

da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia (GLEB)




O engenheiro e educador Jair Tércio Cunha Costa começou sua vida maçônica no ano de 2001, sendo iniciado na Loja Maçônica Templo de Ísis – nº 42, Oriente Salvador-BA, filiada à Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia – GLEB; nesta loja assumiu o cargo de Arquiteto; exerceu o cargo de Grande Secretário de Relações Interiores da GLEB; foi Presidente da Loja de Perfeição Irineu Nascimento da Oitava Inspetoria do Estado da Bahia; fundou a Loja Maçônica Cavaleiros da Luz, onde assumiu o cargo de Venerável Mestre; fundou o Capítulo Luz do Ocidente, primeiro capítulo da Ordem da Estrela do Oriente implantado na Bahia; fundou a Loja Schebna, no bairro de São Caetano; fundou a Loja de Manoel Lopes, no bairro de Paripe; atualmente também é digno Diretor do Capítulo Luz do Ocidente; Membro Honorário do Supremo Conselho do Grau 33 do Rito Escocês Antigo e Aceito para a República Federativa do Brasil; Obreiro Demolay da Loja Liberdade – Nº 01 – Oriente Salvador - BA; Membro da Academia Maçônica de Letras da Bahia; Membro da Academia Maçônica Internacional de Letras – AMIL, com diploma de Comenda Cultural Maçônica, e antes de torna-se Grão-Mestre, exerceu o cargo de Grande 2º Vigilante da GLEB.